domingo, 13 de dezembro de 2015

Carta Aberta de uma Ocupante

De: http://escolastransformadoras.com.br/


Mães e pais, o que está acontecendo comigo e com outros jovens são aprendizados que levaremos para o resto da vida. Sim, estamos aprendendo. Eu e o pessoal da escola estamos cuidando muito melhor dela do que se tivesse alguém para fazer isso. A gente está pintando o palco. Encontramos materiais guardados que nunca foram usados (tinha até massa de biscuit vencida). Nossas aulas de arte seriam bem melhores se a gente pudesse usar as telas e tintas que estavam lá pegando poeira. Estamos limpando a escola todos os dias para que fique bonita e limpa. E nas outras escolas não é diferente. Leia mais, leia mesmo, leia.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Organizações sociais condenam política do Estado de São Paulo para a educação pública

Liderado pela ONG Ação Educativa – Assessoria, Pesquisa e Informação, um conjunto de 25 organizações sociais se posicionaram sobre a maneira como o governo do Estado de São Paulo decidiu impor uma política educacional sem qualquer consulta pública, fato que mobilizou os próprios estudantes afetados pelas medidas a organizarem um movimento de resistência. A manifestação fala em "direito humano à participação social e ao acesso e à transparência da informação pública", condenando a chamada “reorganização escolar” proposta pelo governo do estado de São Paulo. Leia a íntegra do manifesto.

sábado, 26 de setembro de 2015

Jovem na Assembleia da ONU defendendo a juventude brasileira.

Gabriela Vallim, foi aluna de escola municipal de São Paulo e participou do projeto de mídias escolares Imprensa Jovem.
Carlos Lima adicionou 2 novas fotos — com Gabriela Vallim.
7 hEditado
E hoje me deparo com uma das nossas alunas repórteres do Imprensa Jovem discursando na Assembleia da ONU defendendo a juventude brasileira. A jovemGabriela Vallim é a prova que a escola publica pode criar grandes líderes para este pais. ‪#‎15CONTRA16‬

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Construção cultural

Não se nasce machista, nem feminista, nem racista, nem sexista. Valores culturais são construídos e implantados por quem? Pela sociedade...

Exposiçao Presença Negra em Porto Alegre

Confira!!

Leia a mídia

Sem palavras.

Liberdade de expressão

Ainda bem que existe liberdade de expressão e a gente pode postar "fotos do passado".


sexta-feira, 20 de março de 2015

Encontro Brasileiro de Educomunicação e Educom Sul em Porto Alegre


CONFERÊNCIA MAGNA SERÁ PROFERIDA POR JORDI TORRENT, DAS NAÇÕES UNIDAS

A Conferência magna intitulada A Educomunicação no contexto do programa Aliança das civilizações das Nações Unidas, será proferida por Jordi Torrent, atual coordenador do programa de Alfabetização Midiática e Informacional da UNAOC – United Nations Alliance of Civilizations, com sede em Nova York, USA.


Jordi Torrent formou-se em Filosofia pela Universidade de Barcelona. Fez pós-graduação sobre estética cinematográfica, na Universidade de Sorbonne, e sobre antropologia do cinema, na Ecole Pratique des Hautes Etudes, ambas em Paris. De 1985 a 1990 foi curador de mídia da Exit Art, em New York e, na sequência, entre 1990-2007, consultor de Educação junto ao Departamento de Educação da mesma cidade, tendo criado programas de Media Literacy, com a promoção de cursos de formação para educadores e pais. Entre 2004 e 2008, foi co-diretor de "Conversas no exterior", uma série de conferências internacionais com foco na juventude, meios de comunicação e educação. Foi co-editor dos livros Mapping Media Education Policies in the World (UNAOC e UNESCO) e Youth Media Visions: Conversations Across Cultures (Columbia Univerity). Produziu, escreveu e dirigiu programas de televisão, documentários e longas-metragens. Atualmente, gerencia as iniciativas do programa de Alfabetização Midiática e Informacional da UNAOC – United Nations Alliance of Civilizations (UNAOC).


Acompanhe o blog do evento clique  aqui.